terça-feira, 31 de março de 2009

As coisas são o que são

Se Lula da Silva, presidente brasileiro, pode dizer que a culpa da crise é de “gente branca com olhos azuis” (link) eu também posso afirmar que a culpa da amenização da crise na selecção nacional de futebol é de gente preta, baixinha, fraquinha e de carapinha, não posso?

Da série grandes títulos da impressa portuguesa

No 24 Horas de hoje: “Joana Alvarenga [quem???] mete maminhas novas”.

Actualização: nem de propósito (link); as gordas da capa vão emagrecer em breve.

segunda-feira, 30 de março de 2009

E, concretamente, o que iríamos lá fazer?

Apesar do sol, hoje, anda tudo um pouco macambúzio.
Dizem-me que será, provavelmente, da triste figura que a equipa (?!) de Queiroz anda a fazer por essa Europa fora, Portugal incluido.
Não compreendo razão para tanta desilusão; sejamos claros, mesmo que conseguíssemos o (aparentemente impossível) apuramento, o que iríamos nós a fazer à Africa do Sul?

Mais uma do paraíso liberal

O Governo espanhol garantiu que a Caja Castilla-La Mancha "cumprirá todas as suas obrigações", tanto com clientes como com credores e disse que a intervenção "preventiva" do Banco de Espanha visa assegurar a tranquilidade.

domingo, 29 de março de 2009

Está uma rica tarde para…

…ver as sublimes imagens de Lisboa (link) que parece só a Luisa saber como captar;
Ler as tentativas do Manuel Castro (link)– um post magnifico;
Ler o apagão hipócrita segundo Francisco Almeida Leite (link);
Pensar nestas (link) questões colocadas pela Sofia;
Rir com este (link) post de Afonso Azevedo Neves.

sábado, 28 de março de 2009

Prometo que não volta a acontecer

Hoje comprei quase dois quilos e meio de imprensa.

Está uma rica tarde para ler...

... de fio a pavio este Bom Sacana (link);
Fumaça, de Paulo Gorjão (link);
Obama e o trivial americano por Miguel Castelo-Branco (link);
Alfredo Farinha [1925-2009], por André Couto e Pedro Correia (link);

Um boa ideia

-
-

sexta-feira, 27 de março de 2009

quinta-feira, 26 de março de 2009

quarta-feira, 25 de março de 2009

É abrir lá uma casa do Benfica...

Atlântida descoberta pelo Google Earth?
A ideia de procurar a mítica cidade foi de Bernie Bramford, um engenheiro aeronáutico inglês que ajustou a busca para as coordenadas 31º15′15: 53 "N e 24º 15 ‘30.53W, que tudo indicam correspondem ao relato de Platão, que foi o responsável pela transmissão do mito sobre a Atlântida chegar até nós e parece ter encontrado os contornos do que parece ser a planta de uma cidade – rectângulo quase perfeito – , com linhas rectas e ângulos rectos formando avenidas e/ou locais em que foram construídas edificações. (fonte)
Como aquilo, com jeitinho, ainda fica em território português, qualquer dia já lá estão umas roulottes a vender couratos e bifanas aos turistas!...

terça-feira, 24 de março de 2009

segunda-feira, 23 de março de 2009

domingo, 22 de março de 2009

A entrevista da vergonha

Acabámos de assistir hoje no Jornal da Noite da SIC ao momento mais cómico (e ridículo) de sempre do futebol português (link). Lucílio Baptista foi ao horário nobre de Carnaxide, de lágrima no canto do olho, tentar minimizar os impactos da sua desatrada prestação. Resultado: entalou-se ainda mais.

Tenho de concordar. O que se passou ontem no Algarve foi um escândalo. Faltas importantes por marcar contra o Sporting, cartões que ficaram por mostrar a jogadores do Sporting, e uma decisão fatal a nosso favor.
Mas vergonha maior foi a entrevista de hoje; a demonstrar, claramente, a falta de cultura, neurónios, classe e responsabilidade da arbitragem portuguesa. São ignorantes mentecaptos como o Lucílio que ajuízam e decidem o nosso futebol de alta competição.



O que diz Lucílio? Primeiro diz que teve a certeza que era grande penalidade, depois diz que teve duvidas, dai ter consultado os assistentes, mas afinal…, teve a certeza. Em suma faltou “um pouco de sorte nesse lance”.
O relatório é secreto pelo menos até à sua divulgação, diz Lucílo; La Palice não diria melhor. E quando vai ser divulgado? Lucílio encarregou-se de o fazer momentos após ter dito o que se transcreve.

Mas a cereja no topo do bolo estava por chegar: “relativamente ao Pedro, ao Pedro Silva, ahhhh, não, não me apercebi da gravidade desta situação (o jogador do Sporting agride com o peito Lucílio) no terreno de jogo, confesso, não me apercebo”.
Está tudo dito em relação a esta cavalgadura. A besta leva um pinhão, uma peitaça, de um jogador e não se apercebe da situação???
Repito: muito mais grave do que arbitragem de ontem é o “mea culpa” falhado de hoje. E é gente como esta que decide a coisa mais importante da vida dos portugueses: a bola.

Sobre penalties gamados...

A falta do Pedro Silva sobre David Luiz, não assinalada, que começou fora da área e terminou dentro o que obrigatoriamente seria penalty, foi antes ou depois do golo do Sporting?
O Pedro Silva já tinha amarelo nessa altura, ou não tinha?...

O Sporting, sportinguização e arbitragem

O Benfica ontem jogou pouco, mas foi o suficiente para ganhar a um Sporting que desde há 30 anos vem sofrendo de uma doença degenerativa: a sportinguização.
Uma pessoa, um clube, uma empresa, um partido ou um país, sportinguiza-se quando passa a contentar-se com vitórias morais e a não se lamentar com as sucessivas derrotas que vai acumulando.
Foi assim com a humilhação histórica sofrida aos pés do Bayern, que nem sequer está a jogar nada de especial: o Sporting nem sequer foi a jogo e acabou com 12 golos (!) no saco.
Mas o Sporting pode levar abadas de todos os clubes menos de um: o Benfica.
Assim, aproveitando o facto de o árbitro ter sido iludido pelo movimento do ombro de Pedro Silva e assinalado o penalty que repôs justiça no marcador, o Sporting e o núncio do BES, Soares Franco, vieram dizer o que Maomé não disse do toucinho.
Como de costume, os media - por natureza anti-benfiquistas - cavalgaram a onda como não fizeram no penalty fantasma assinalado contra o Benfica nas Antas (aquele mergulho de Lizandro...), como não têm feito nos sucessivos penalties duvidosos que em 2009 têm levado o FC Porto ao colo, como não têm feito nestes 20 anos de papado do filho de árbitro Pinto da Costa.
A arbitragem portuguesa é má? Não tenho dúvidas. A generalidade dos árbitros portugueses é corrupta? A minha convicção é a da generalidade dos portugueses que gostam de futebol e dos estrangeiros que seguem atentos o futebol português...
Não tenho dúvidas que os "responsáveis" do Sporting aproveitarão este jogo para expiar as suas culpas.
Mas também não tenho dúvidas que o Benfica foi um justo vencedor da Taça da Liga.
Viva o Benfica!

sexta-feira, 20 de março de 2009

Eu também faço desporto mas não chateio a vida a ninguém

Censura boa, censura má

A nova Emissora Nacional...

...é uma vergonha. Faz a oposição muito bem (link) em pedir a demissão da direcção da Antena 1.

Eles comem tudo, eles comem tudo

Para aqueles que suponham que a perca do vínculo de nomeação definitiva por parte dos funcionários do Estado seria um pormenor sem a mínima importância aqui (link) começam alguns dos seus efeitos práticos.
E isto é só o começo…
Votem neles. Dêem-lhes mais quatro anos. Mais: dêem-lhes nova maioria absoluta. E embrulhem!
E mais tarde (como fazem agora quanto ao tempo que o Guterres lá esteve) não se venham queixar, ok?

quinta-feira, 19 de março de 2009

E agora, para algo de completamente diferente...

-
-

Ciganos & Betinhos

Gostava de saber onde estudam os filhos dos políticos que se manifestaram chocados com o episódio das turmas separadas no Minho.
Em escolas públicas?
Ou em escolas privadas de acesso condicionado ao nível de rendimento?...

Mário Machado & João Rendeiro

Mário Machado tornou-se numa espécie de "Vale e Azevedo":
é um bombo da festa da justiça e quase ninguém se importa.
João Rendeiro tornou-se numa espécie de Pinto da Costa:
fez da Justiça o bombo da festa e quase ninguém se importa...

(mais e mais e) Mais milagres d' O Salvador

terça-feira, 17 de março de 2009

O silêncio não se ouve

Manuela Ferreira Leite queixou-se ontem por o PSD não ser ouvido.
Exacto.
A mesma Manuela Ferreira Leite que durante meses se recusou a dizer fosse o que fosse.
A mesma Manuela Ferreira Leite que ainda não há muito disse que não apresentaria nenhuma ideia ao Governo para não ser copiada.

segunda-feira, 16 de março de 2009

Da natureza de alguns humanos

Tem sido um fartar vilanagem. Se por cada magnifico dia atlântico tivesse escrito um post, provavelmente já alguém tinha proposto a mudança de nome deste blogue.
Manhãs sublimes de perfeitas paredes azuis claras, quilómetros de húmido prazer, horas de espuma cristalina. Uma ode aos sentidos. Um hino à paixão. Pura liberdade.

Mas tal como toda a moeda não é só cara, todo o momento hedonista traz consigo a sua antítese. Isto de saltitar de praia em praia em busca do mais perfeito trapézio, também nos demonstra que apesar de haver outros como nós, os há ainda absoluta e terrivelmente mais miseráveis que nós.

De facto, nas últimas semanas não tenho encontrado apenas dezenas de ondas perfeitas; tenho ainda encontrado vários exemplares desse género patético que julgava em profunda crise, em inequívocas vias de extinção: os “bad locals”.

A actividade que em “surfês” se convencionou apelidar de localismo – sublinho, têm sido diários os conflitos verbais, alguns deles por pouco não alastram ao confronto físico - é de muito longe, a pior face de uma momento privilegiado que é o doce, simples e belo movimento de namorar uma onda.
Todavia, o localismo tem contornos, digamos, curiosos. Ainda esta manhã, tive de partilhar “O” prazer, com um pobre diabo que quando desliza na superfície húmida da cor do céu no seu quintal, “mete na ordem” tudo o que mexe; mas, hoje, fora do seu habitat natural, o anteriormente abutre mais parecia uma galinha merdosa (ou seria um pinto da costa?), a ver os outros impor o seu surf, enquanto, ávido, desnorteado, esperava intranquilamente que estes lhe deixassem umas míseras migalhas para debicar.

Vem esta lengalenga toda a propósito da curta que se exibe já aqui por baixo. Kooks - selecção oficial da última edição do NY Surf Film Festival - capta de forma perfeita a essência da estupidez humana plasmada nessa aberração que nos chegou dos tempos medievais que é o localismo.

A pena que tenho de não ter um bilhete para logo...

sábado, 14 de março de 2009

Todos à Luz!


Mostra a tua raça, o querer e ambição!
Nós só queremos o Benfica campeão!
Oh, Sport Lisboa e Benfica, o campeão!

Com menos fazia-se uma revolução

200.000 pessoas na rua. A protestar pela sobrevivência. 
Muitos passaram a poucos metros da sede do BPN, todos passaram pela da EDP, e nada fizeram.
Estiveram a poucos quilómetros das sedes das empresas financeiras que desbarataram milhões e consultoras que se fazem pagar caro pelas receitas económicas que nos conduziram à crise actual e nada fizeram.
Nem um desacato para amostra.
Até ao dia, até ao dia...
E o país "pensante" a assobiar para o ar...

A rua

«não é natural que, face à ocupação de rua pela CGTP, as elites sigam indiferentes»
José Manuel Fernandes, Público, 14/03/2009

sexta-feira, 13 de março de 2009

Abanar a anca cinco minutos por dia nem sabe o bem que lhe fazia (XXIII)

Simplesmente: When smokey sings, i hear violins. Até já.

Lindo…!

Quem será este gordo choramingas, com um cabelinho à foda-se e uma camisa padrão-pré-Fátima-Lopes, que mais ninguém defende senão o pai? questiona aqui (link) o Bola na Rede B.
Uma imagem anão (não é gralha) perder.

quinta-feira, 12 de março de 2009

Quem vota no PS de Sócrates?

Aqui há umas semanas, no twitter, lancei uma pequena provocação ao Pedro Magalhães (link): afinal quem vota neste PS? Por outras palavras, quem vota Sócrates? No fundo, o que eu pedia ao Pedro, era uma pequena representação social do eleitorado do PS Sócratico.
Apesar de “poucos e fracos os correlatos sociais do comportamento de voto em Portugal”, muito simpaticamente o Pedro Magalhães teve a pachorra de enlencar em alguns posts “uma série de gráficos que comparam as percentagens de voto em cada partido nas eleições de 2005 e o comportamento de voto declarado de alguns grupos sociais”.
A leitura dos gráficos conduz-nos a alguns factos, digamos, curiosos. Por exemplo: 79% dos votantes PS em 2005 têm menos que o ensino secundário e apenas 8% possui formação académica superior. Não querendo ser demagógico (muito pelo contrario, pois os valores para o PSD são muito idênticos), dados assim podem explicar muita coisa.
Mas nada melhor do que ocuparem algum do vosso tempo a ler os diferentes gráficos para tirarem as vossas próprias conclusões - link (obrigado Pedro).

quarta-feira, 11 de março de 2009

Gosto de te ver assim, leãozinho

Esta não é a primeira (nem será a última, provavelmente) vez que um post leva este título no Arcádia. Então os meus amigos pensavam que a lagartagem batia recordes negativos por essa Europa fora e eu nada dizia?
A vida é assim; quem se mete por atalhos mete-se em trabalhos. Humilhados, gozados, lidados, comidos. Como o bicho da foto, ao Sporting Clube de Portugal até as moscas já entram pelo nariz-cadaver.
Daqui por cem anos, já nem o nosso pó cá andará, esta eliminatória ainda será recordada.
Bem feito!

Abanar a anca cinco minutos por dia nem sabe o bem que lhe fazia (XXII)

Uffff, dá tanto trabalho postar uma música (ou vídeo) num blogue. É preciso dizer umas palavras e tal…, enquanto que…, no twitter é tudo simples, básico.
Os Blue King Brown (link - aposto que todos os que aqui chegaram nunca tinham ouvido falar no seu nome) são uma banda australiana que toca um reggae/afro-beat simples mas eficaz. E como quase todo o que vem de terras austrais, Kylie Minouge inclusive, surpreende pela frescura e beleza natural. Experimentem!

terça-feira, 10 de março de 2009

A impotência de Cavaco

Cavaco Silva foi eleito em 2006 após uma campanha eleitoral onde a sua condição de economista foi essencial para a sua vitória: como economista, Cavaco "ajudaria" Sócrates na governação, possibilidade que não estaria ao alcance de Alegre e de Soares.
Cavaco Silva, hoje, numa das etapas do roteiro para a inclusão, disse a um grupo de desempregados que "não tinha soluções" para eles, e só lhes podia oferecer a sua solidariedade.
Recandidatar-se-á Cavaco a um segundo mandato?

Bantustões em Portugal?

Aparentemente sim... as autoridades da República não podem intervir no território sem negociar com os chefes tribais:

sábado, 7 de março de 2009

Gostava de ter escrito isto

Em 30 anos de deputado (mais coisa menos coisa), não estou de momento a lembrar-me de que Manuel Alegre tivesse apresentando um projecto a possibilitar candidaturas independentes ao parlamento. É pena, mas ainda lhe restam seis meses…

Porno-emplastro

quarta-feira, 4 de março de 2009

Abanar a anca cinco minutos por dia nem sabe o bem que lhe fazia (XXI)

Os LCD Soundsystem, são uma das muitas bandas que eu gostava de conhecer muito melhor. Como tantos outros projectos, os LCD Sounsystem nasceram e cresceram enquanto eu andava demasiado entretido com coisas mais serias mas também bem mais aborrecidas. “Sound of Silver” é um pedaço de groove genial, analgésico ideal para dias feios e estúpidos como o de hoje – não faço ideia se este é o vídeo original, mas sei que é genial.

LCD Soudsystem - "Sound of Silver"

terça-feira, 3 de março de 2009

domingo, 1 de março de 2009

Igualdade de Oportunidades?

«Os cursos com médias mais altas, como Medicina, são tendencialmente preenchidos por alunos de famílias com mais recursos, revela um estudo na Universidade de Lisboa, que conclui que o acesso ao ensino superior não é “apenas uma questão de mérito”». (Público)
Não é propriamente uma novidade esta notícia que nos é dada pelo Público. A realidade no acesso à Universidade emula outras realidades: o acesso às melhores profissões depende em larga medida da origem social dos candidatos.
Quase 200 anos após a revolução liberal, quase 100 anos após a implantação da República, mais de 30 anos após Abril, o nascimento continua a ser determinante para o futuro dos portugueses.