terça-feira, 4 de dezembro de 2007

Campo Contra Campo (XCVIII)

A Morte do Senhor Lazarescu, ***
Depois da overdose do DocLisboa, estive afastado das salas de cinema mais de um mês. E recomeço onde terminei. No cinema interessam-me cada vez mais as faixas laterais em detrimento do hiper-povoado meio campo holywoodesco. Vi este filme romeno, premiado - entre outros certames - em Cannes e no IndieLisboa, fundamentalmente como um falso documentário sobre as passas do inferno que um enfermo tem de "comer" para regressar ao pó. O filme vale pelo absurdo (por vezes tristemente cómico) da situação e como espécie de negativo das parvinhas series americanas que a televisão "dá" sobre a higiénica (!?) vida nos hospitais. Em A Morte do Senhor Lazarescu não é de Michael Moore que estamos a falar, mas sim de mega-realismo. E a Roménia está mesmo aqui ao lado, pois quem tem de conviver com as unidades hospitalares do Estado sabe bem como são arrogantes e amadores aqueles que têm a nossa vida e saúde nas mãos.

2 comentários:

Tita disse...

ai essa imagem faz-me confusão =\

Pedro Soares Lourenço disse...

...é esse o objectivo.
Agora imagina duas horas e meia de imagens assim...