sexta-feira, 3 de julho de 2009

Do Pinho e do Parlamento

Estive ontem no Parlamento a assistir ao debate do Estado da Nação, e vi duas grandes ofensas ao Parlamento.
Uma, que resultou na demissão de Manuel Pinho pelo seu comportamento ostensivamente ofensivo.
Outra, de que ninguém fala, que consistiu no facto de a maioria dos deputados - repito: a maioria dos deputados - não ter estado presente na maior parte do tempo. Não ponho em causa uma ida rápida à casa de banho. Mas o que se passou verdadeiramente foi o total alheamento dos deputados: depois da primeira ronda de intervenções assistiu-se à debandada geral.
E isso desprestigia o Parlamento e ofende a Democracia.

1 comentário:

J.S. Teixeira disse...

Vejam o artigo de opinião escrito no blogue O Flamingo acerca da "tourada" que teve lugar, ontem, na Assembleia da República.