quinta-feira, 28 de junho de 2012

Este blogue acaba aqui…

Confesso. Sempre quis escrever um post assim intitulado. Mas ainda não é hoje que escrevo…, este é só a reinar. 

Pedimos desculpa pelo ar vagamente decrepito que este blogue apresenta mas a vida é mesmo assim. Os meus camaradas lá andam na deles e eu na minha. Trabalhei todo o santo fim-de-semana passado e quando assim é o médico diz que devo ficar uma semana deitado. Ora nas ondas do mar, ora na areia da praia. E eu não gosto nada de contrariar o Senhor Doutor. 

Depois…, vou viajar. Depois não, muito em breve. E já se sabe como é nestas ocasiões. Há mais vida para lá da Rede em geral e da Blogos em particular – cheira-me que o ar decrepito que por aqui paira deixará de ser apenas vago… 

Todavia não queria acabar os “intas” sem escrever mais qualquer coisinha…, e não foram poucas, nada poucas, as palavras escritas e ditas ao longo desta longa mas fulminante década. Já lá vai, esta e outras - décadas. 

Por isso mesmo urge (cada vez mais) a prática da escrita livre e critica – nem sempre apreciada, é certo. A tal que pode ser (é!) a arte da política da vida – passados estes anos todos continua a achar que é uma frase enorme, Nuno; estavas inspirado… 

Tudo isto para dizer nada. Ou não. Os blogues são mesmo assim, não sabiam? 

Bem…, vou andando que se faz tarde. Venham mais quarenta, com saúde. Depois, basta!

2 comentários:

Patxi disse...

Feliz aniversário. ;)
Tudo de bom.
P.

Nuno Cunha Rolo disse...

Reitero o meu grande abraço de parabéns e de amizade. E bem-vindo aos "entas", vais ver que a dor não é tanto física, antes psicológica, por isso está ao teu alcance seres jovem, por muitos e dezenas de anos, tantos quantos os que te desejo de vida...viva... haja liberdade!
abraço,ncr