terça-feira, 8 de novembro de 2011

Um preto de merda é um preto de merda

Conheço pretos de merda e brancos de excelência; mas ao longo da vida também tenho conhecido o contrario: brancos de merda e pretos de excelência.

Nunca conheci nenhum preto que não tivesse orgulho nisso mesmo: ser preto. Um preto é um preto. Como eu sou branco e ali aquele é amarelo. Por isso sempre me fez alguma confusão um preto ficar chateado por lhe chamarem preto. Porra um preto é um preto não é um negro. Eu não sou claro, sou branco.

Tenho amigos brancos, pretos e até amarelos. Mas nenhum é de merda.

Como se reconhece então um preto de merda?

Simples. Um preto de merda reconhece-se, por exemplo, por servir os seus amos – que por sua vez têm outros amos ainda maiores – agachado, pois não tem espinha (coluna vertebral), dizer o que lhe mandam, inventar historia fantásticas e ser estúpido – Javi García arrisca multa e Alan três jogos de castigo (link).

…ah e, finalmente, pela cor da pele. Como é preto estamos perante um preto de merda, se fosse chinoca estaríamos perante um amarelo de merda, já se fosse branco, estaríamos, obviamente, perante um branco de merda.


Na imagem que acompanha este post estamos perante a ilustração do que acabou de ser dito. Um ser infra-humano, colega de profissão de um homem, a tentar partir a perna – o seu ganha pão – a este. Por outras palavras: um preto de merda caceteiro agride um branco de excelência. Podia ser ao contrário? Podia, mas não é!

10 comentários:

acosta disse...

Lamentável e rasteiro. Eu, mesmo que me tivesse passado pela cabeça escrever isto, já tinha apagado.

Kropotkine disse...

UHm, interessante. O javi garcia nem é nenhum caceteiro nem nada maldoso, é só impressão minha concerteza. Além de que, se alguém me tivesse desejado a morte dos filhos, partir-lhe uma perninha seria o minimo. Javi garcia, pelo seu raciocionio também não passa de um branco de merda, pelas entradas assassinas que recorrentemente faz aos adversários. Mas olhe, o seu clube até é farto em tipos dests: também já teve um preto de merda chamado Binia, e hoje em dia até tem um café-com-leite de merda chamado Axel Witsel que há uns anitos partiu a perna a um colega de profissão, numa das imagens mais arrepiantes e revoltantes que já vi num jogo de futebol (devia ter sido irradiado para sempre). Portanto, como vê, quem tem telhados de vidro não deve atirar pedras, e muito menos com estes adjectivos um tanto ou quanto duvidoses!

Anónimo disse...

Olá, não sei o que é verdade ou não, quem tem culpa e quem não têm, até acho que é um tópico pouco interessante.

No entanto, tenho estado atento à blogosfera desde este incidente, e o que noto é o seguinte: não se discute se ele chamou ou não, discute-se sim qual o verdadeiro problema de chamar preto ou branco ou amarelo seja a quem for.

Fala-se para aí que não é um insulto, porque, bem, o Alan é mesmo preto, e o Javi é mesmo branco, e os chineses do Futre, são de facto, amarelos.

No entanto, há que ter calma, eu se me virar para um "preto", e lhe chamar "preto", estou a dizer algo. E todos nós sabemos que quando evidenciamos a cor de alguém, é porque temos um pouco de mau sangue. Pessoalmente, acho que já não se vive muito para dizer o óbvio, sim, o jogador é "preto", mas ao chamar preto (ou branco, ou amarelo) estamos a transmitir algo mais? Não vos parece?

Não sei se o Javi é culpado ou não, sinceramente, pouco me interessa. Agora o que não gosto, é que a defesa de um dos lados opte por este caminho, "Tão mas ele não é preto?", É. Mas quando eu, branco, lhe chamo preto, não estou só a dizer que ele é preto...

F. Pinheiro disse...

E um fanático será sempre um fanático incapaz de ver a realidade das situações e ser imparcial!!
Ridículo defender algo que não tem defesa possível!
Também eu tenho amigos pretos e sem qualquer problema lhes chamo pretos como eles me chamam branco ou branquela sem malícia, isto porque somos amigos e existe confiança para isso!
Mas com toda a certeza que o LEAL Javi quando chamou preto de merda e desejou a morte dos filhos ao Alan o fez sem qualquer tipo de malícia nem objectivo de ofender!
Sim porque o Alan não sabe que é preto, e como tal precisa de vez em quando que alguém lhe diga olha lá ó meu sabes que és preto??
Dito isto é claro que quando o Javi lhe disse "és um preto de merda" foi apenas e só com o intuito de o relembrar da sua cor!
E quando lhe disse "os teus filhos deviam morrer" foi para o alertar dos perigos que rodeiam as crianças!!!
Amigo guarde este tipo de textos para quando estiver na sanita e depois de escrever use-os para limpar o que quer que seja que esteja sujo!!!
Deixem-se de clubismos estúpidos e sem sentido, e em vez de escrever a tentar desculpar alguém chamar preto de merda a outra pessoa, escreva sobre sobre as acusações serem verdadeiras ou não!!!
E verdade seja dita que o visado não é um exemplo de fair play!

Janis B Good disse...

Pois eu acho que o que aqui o bloguista quis foi evidenciar o factor mera do jogador Alan, e com isso por em causa a veracidade e credibilidade das suas afirmações. E eu acho que fez muito bem.
E só as pobres almas histéricas que têm o rabo preso de alguma maneira é que acham que foi para desculpar as potenciais injúrias do jogador Javi Garcia.
Eu vejo pretos e brancos, homens e mulheres, gordos e magros, e não admito que me queiram convencer de que são todos iguais. Têm todos os mesmos direitos, são todos da mesma raça, mas não são todos iguais, e ainda bem! Racismo é tentar dizer que não se vê cor. Vê-se, e serve para distinguir entre duas pessoas, mas não quer dizer absolutamente mais nada. Ao contrário das tais almas fanáticas do "politicamente correcto", que é na verdade "absolutamente incorrecto", que vivem com os ideais dos seus avôs, e associam imediatamente a palavra "preto" a algo negativo, e por isso precisam de o esconder.
Eu não, preto é preto, e isso por si só não é bom nem mau.

Anónimo disse...

sou benfiquista mas n defendo o racismo! gostava bastante que alguma pessoa que aqui comntou me presente provas (concretas) do racismo do javi garcia, caso contrario tudo o q foi escrito n tem efeito algum! depois, entrada duras no futebol nao deixaram de existir pois todos os clubes tem telhados de vidro em relaçao a esse tipo de entradas!

Anónimo disse...

sou benfiquista mas n defendo o racismo! gostava bastante que alguma pessoa que aqui comntou me presente provas (concretas) do racismo do javi garcia, caso contrario tudo o q foi escrito n tem efeito algum! depois, entrada duras no futebol nao deixaram de existir pois todos os clubes tem telhados de vidro em relaçao a esse tipo de entradas!

F. Pinheiro disse...

Amigo Janis B Good
O que está em questão não é o Javi ter chamado preto ao Alan mas o contexto em que chamou.
Se eu chamar trolha a um trabalhador da construção não estou a insultar mas se lhe disser: és um trolha de merda aí sim tem intuíto insultuoso (digo trolha como diria advogado ou carpinteiro...) ou dizer és um lisboeta de merda ou um nortenho de merda.
E esquecem-se da parte de desejar a morte aos filhos! Ou isso também tem algum significado inocente que eu não consigo decifrar??
Se calhar sou eu que não consigo chegar lá!!
Não escrevi aqui no sentido de defender o Alan nem de escolher partidos!!
Apenas digo que acho estranho um jogador de futebol dizer que foi insultado desta maneira sabendo que pode vir a ser castigado caso seja mentira!!
Aqui à uns anos o jogador Mantorras 2 semanas depois de um jogo com o FCPorto acusou os adeptos portistas de lhe chamarem preto durante o aquecimento para um jogo.
Logo se levantou uma onda de indignação benfiquista contra o racismo mesmo tendo feito as declarações 2 semanas depois do jogo!!! E ninguém do Benfica questionou se era verdade, assumiram que sim!
Agora acontece o mesmo mas com um jogador do Benfica(que é mais grave, por ser um jogador) que chama preto de merda e já não tem mal nenhum!!!
O Mantorras só errou em ter falado tão tarde, devia ter falado logo a seguir!
Não falo como adepto de qualquer clube mas apenas como leitor.
E quanto a este assunto só posso acrescentar que comparem as 2 situações e sejam coerentes!!
Ou os jogadores do Benfica são mais credíveis que os de outra qualquer?

Anónimo disse...

Janis B Good,

Vêm cá onde eu moro chamar os "pretos" por pretos, depois tenta os convencer que não é por racismo ;)...

Isabel Jalo disse...

Brancos da merda fucking white piece of fucking trash fuck all of your race dick