domingo, 22 de janeiro de 2012

Nunca Caminharás Sozinho


1930-2012.

Atravessaste dois séculos assistindo de perto ao crescimento de um gigante. Foste bicampeão europeu, venceste trinta e três títulos nacionais (sim, é verdade; tenho poucas duvidas que no local bem localizado onde agora te encontrarás não deixarás de dar aquela força extraordinária que nos conduza a mais um sucesso), não sei quantas Taças de Portugal e tantas, tantas coisas mais.

Para além do emblema de prata e de ouro, recebeste com imensa honra o Diploma de Sócio de Mérito pelas décadas de dedicação ao Orfeão do Nosso Querido Clube; e mais importante de tudo desfrutaste de milhares de horas de alegre convívio benfiquista.

Ai, no Quarto Anel, onde muito provavelmente a esta hora já te foi apresentada o Sr. Cosme Damião e com ele discutes pormenores do nascimento do nosso amado emblema, podes ter a certeza que Nunca Caminharás Sozinho.

E tal como tu nunca caminharás sozinho, sabes bem que podes ficar descansado que saberemos honrar - entre outras coisas mais ou menos importantes – algo de fundamental que nos legaste: o Benfiquismo!

6 comentários:

lawrence disse...

Amen!!!

Nuno Cunha Rolo disse...

...e o legado Lourenço continua no seu laureado descendente! Ao contrário do meu pai que não teve essa sorte - de ver o filho tão ou mais benfiquista que ele. Mas tento redimir-me na descendência, ao ponto de, com surpresa minha, já terem ficado de castigo por provocação ao nosso clube depois de uma derrota.
Não sei se a alma fala do Céu para os seus, mas sei que em Terra não falta ruído e força por um Benfica vitorioso sempre presente. E como benfiquista, fico orgulhoso de ouvi-los gritar e fico triste de os ver partir. Mas não resignemos, pois a única certeza na vida de um benfiquista concebido é saber que o Glorioso lhe sobreviverá! E através Dele nunca um filho falará sozinho, nem nunca lhe faltarão irmãos para o ouvir.
Grande abraço fraterno,
NCR

Pulha Garcia disse...

E deixar à próxima geração o Benfiquismo, parte da nossa identidade, é deixar os nossos valores mais significativos.

Bonito o texto e o exemplo. Um dia todos nos encontraremos com o Cosme Damião para dar dois dedos de conversa sobre os grandes de águia ao peito. Do Águas ao Aimar no terceiro golo.

Saudações de glória

Dylan disse...

Curvo-me perante tamanho benfiquismo e o seu legado!

Nuno Santos Silva disse...

Um forte abraço, Pedro.

Pedro Soares Lourenço disse...

Obrigado a todos..., um abraço!!